domingo, 4 de março de 2018

CAVALGADA DEBAIXO DE CHUVA EM BELISARIO

As últimas semanas têm sido abençoadas para nós. A água tem descido do céu sem parcimônia. A nossa região de serra estabilizada, nenhum prejuízo causam fortes chuvas. Ela cai, penetra no solo e o excesso desce imediatamente. Não há alagamento, soterramentos, uma barreirinha aqui, outra ali, mas nada que comprometa muito. Ontem foi assim, sempre no final da tarde.
Thalyta Ellen me mandou um zap avisando que  havia uma cavalgada defronte à sua casa, mas a água que caia não deixava nem sair de casa. Deu uma pequena estiada, então fomos lá conferir.

Os cavalos estavam espalhados. Alguns cavaleiros desfilavam pelo distrito, mesmo debaixo d'água.
Era uma galera muito agitada, de Ancorado, Rosário da Limeira e Serrania.
Olha que bicho doido!
Este gosta de cavalo! 
Eles faziam um churrasco no Bar do Vaguinho.
Maria Clara nem entra na zoada.
A varanda do Sr. Onofre virou camarote
Agora mais cavalos estacionados.
Que foto bonita!
Não tem idade pra entrar nessa festa.
Charrete também é transporte na cavalgada.
Uma cavalgada tem tudo a ver com Belisário. Não fosse a chuva a festa ainda seria maior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este post!