sábado, 10 de fevereiro de 2018

O GRUPO VAI AUMENTANDO

Por enquanto somente os baianos, mas vai aumentar. Chegando na roça tem cavalo. Janir deu uma força nisso.
Ozeninho veio do Vale do Paraíba. O bom filho à casa sempre retorna.
Já mostrei como as mangas estão se perdendo por aqui.
Lenine canta:
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para
Então vamos até Muriaé para pegar a irmã Cibele na rodoviária, vindo do Rio também para o CARANABELI 2018.
Mariana sempre que vem aqui renova o estoque de pijamas e camisolas de sua família. É incrível a diferença em relação a Salvador
No supermercado para comprar coisinhas que não tem em Belisário, onde os preços são competitivos em relação a Muriaé. Olha com quem me encontro lá: o primo José Sigiliano, que me deu de presente uma garrafa da pinga ÁGUA DA MATA
Quem entende a classifica como de altíssimo nível. Médico oncologista no Rio, resolveu também passar a produzir pinga em sua fazenda perto do Pontão, em Muriaé.



O palco do carnaval fecha a rua principal mas o acesso é feito pela outra rua.

O almoço nos espera.


No finalzinho da tarde a galera de São Paulo chegou. Então vamos recepcioná-los!
As crianças têm uma enorme capacidade de fazer amizade. Alice logto se enturmou e chorou muito quando se separaram para dormir.
Tiago descontraindo, depois de 10 horas de estrada.

O dia promete. Depois eu lhe mostro

Um comentário:

Comente este post!