sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

ACONTECEU O IX ENCONTRO

Trata-se do Projeto Mente Ativa, do Grupo de Artes de Belisário. Ele deveria ter acontecido na quarta passada. A chuva impediu e assim foi feito nessa quarta. Por algum motivo alguns participantes não compareceram, mas o encontro foi muito bem avaliado, pelos que foram.
A proposta foi a de levar a turma a refletir temas e expressões usuais que fazem parte do cotidiano e que talvez jamais tenham tido a oportunidade de discuti-los.
Duas dinâmicas foram feitas, com foco na comunicação: Telefone sem fio / repassando informações. O objetivo foi o de mostrar os riscos daquilo que se ouve e aquilo o que às vezes é repassado.
O grupo foi convidado a fazer um paralelo entre os dias atuais e os seus dias. Muita coisa curiosa vieram à tona, por exemplo: quando a família de uma moça recebia a visita de um possível pretendente, se ela fosse servir café para ele na sala, era o sinal de que aceitaria o pedido de namoro.
Muitos pedidos de casamento ao pai eram modificados por este. A filha mais velha era levada, mesmo que a pretendida fosse a mais nova.
O tradicional lanche. Nesse dia uma canjiquinha oferecida por Neusa Toscano e Gracinha do Tuti. Também participaram Aparecida, Nenê e um dos homens levou refrigerante.
Vá vendo a alegria das dinâmicas e debates.
O bingo é de lei. Sempre alguns voluntários levam os brindes.
Preconceito de gênero e racial também foram discutidos, a partir de frases que se tornaram usuais: Lugar de mulher é na cozinha /  Ele é quem controla o dinheiro /   Os homens são todos iguais / Preto de alma branca / Mulher no volante perigo constante / Segura a sua cabra que o meu bode está solto.

Nessa quarta de cinzas não haverá encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este post!