segunda-feira, 5 de junho de 2017

CÂMARA MUNICIPAL OUTORGA TÍTULO A PROTETORES DA NATUREZA

São 18 os indicados:
Nilza Maria da Silva (indicada pelo ver. Ademar Camerino)
Felipe da Silva Costa (indicado pelo Ver. Carlos Antônio Ferreira
Romero Valente Soares (indicado pelo Ver. Carlos Delfim Soares Ribeiro)
José Nunes Viana Filho (indicado pelo Ver. Celso Ricardo de Oliveira); 
Maucon Francisco Almeida Rodrigues (indicado do Ver. David Pinheiro de Lacerda); 
Antônio José Rodrigues Caldas Francisco (indicado do Ver. Devail Gomes Corrêa); 
Francisco Ofeni Silva (indicado pelo Ver. Elvandro Maciel da Silva);
Clube de Desbravadores Caçadores de Aventura (indicado pela Ver. Helena Francisca de Oliveira Carvalho); 
Lynaldo de Paula Silva (indicado pelo Ver. Ivanir José de Souza); 
Frei Gilberto Teixeira da Silveira (indicado pelo Ver. Jair Sanches Abreu); 
Renato Silva Sigiliano (indicado pelo Ver. Joel Morais de Asevedo Júnior); 
Rachel Monteiro de Castro Jansen (indicada pelo Ver. José Carlos Alves Cerqueira); 
João Francisco dos Santos (indicado pelo Ver. Prof. Júlio César Simbra Soares); 
Marcos Antônio Madriaga Bernardino (indicado pela Verª Drª Miriam Facchini Barbosa); 
Carlos Alberto de Oliveira (indicado pelo Ver. Reginaldo de Souza Roriz); 
José Álvaro Percino da Silva (indicado pelo Ver. Vanderlei Luiz Lopes); 
Airton Bouzada Lopes (indicado pelo Ver. Waltecy Rodrigues da Costa Júnior); 
João Carlos Santos Areias (indicado pelo Prefeito Municipal de Muriaé Ioannis Konstantinus Grammatikopoulos).

Dentre eles destacamos, que estão diretamente ligados ao Distrito de Belisário:
Frei Gilberto Teixeira da Silveira:
Nasceu em Mauá-SP, em 1968. Mudou-se para Visconde do Rio Branco e aos 18 anos ingressou na Ordem dos Frades Menores. Em 1996, foi ordenado padre, atuando em diversas cidades do estado e vindo a residir no distrito de Belisário. Além de padre, possui graduação em Filosofia, Teologia e Psicologia, com pós-graduação em Agroecologia. Sempre se envolveu com as causas sociais, sendo atualmente o coordenador das Pastorais Sociais da Diocese de Leopoldina. Em 2011, em Belisário, iniciou uma nova Fraternidade, os Franciscanos de Santa Maria dos Anjos, leigos que se comprometem com as causas agroecológicas, de preservação da natureza e de produção agrícola desvinculada do uso de agrotóxicos. Juntos, constroem a Vila Franciscana, lugar de espiritualidade, produção agrícola e preservação da natureza. Uniu-se aos movimentos de resistência à chegada da Mineradora CBA na região do entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro. Atua em frentes que defendem a agricultura familiar, nossas águas e florestas, o que lhe rendeu uma ameaça de morte no dia 19 de fevereiro deste ano. Tal fato fez com que os olhares de ambientalistas, políticos, bispos, padres e muitos que se preocupam com a preservação de nossas riquezas naturais, voltassem para Belisário. Por sua luta em defesa do meio ambiente e da vida, faz jus a esta homenagem.
 
Renato Silva Sigiliano :
Mestre em Planejamento Regional e Gestão de Cidades, é pós-graduado em Gestão Ambiental; e graduado em Direito e em Comunicação Social. Foi fundador e presidente do Instituto Rio Muriaé, Organização da Sociedade Civil de Direito Publico (Oscip), sem fins lucrativos. Realizou, em parceria com empresas e instituições, 12 projetos de conservação e recuperação de nascentes e instalação de biodigestor em Belisário, Macuco e Vermelho. Reivindica a efetivação do Pagamento de Serviços Ambientais (PSA) ao produtor rural que conservar/preservar ou recuperar nascentes, a exemplo do que acontece em Nova York há 22 anos; e em Extrema (MG) há oito anos. Em Muriaé, a Lei Municipal que permite este pagamento já existe. Ele acredita que é preciso parar de transferir o ônus da conservação ao produtor rural e passar a transferir o bônus pela produção de água porque para ele ‘’a água que consumimos na cidade, nasce na roça’’. 

Carlos Alberto de Oliveira 
Popularmente conhecido como Pavão, nasceu em Duque de Caxias em 1966. Filho de agricultores, formou-se técnico em química na capital carioca, retornando para Muriaé depois de trabalhar na indústria química por quatro anos. Em Belisário, iniciou suas atividades na agricultura familiar, participando ativamente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, do Conselho do Território da Serra do Brigadeiro e da criação da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de São Tomé. Atualmente é presidente da Associação Franciscana de Santa Maria dos Anjos, incentivador da agroecologia e ativista ambiental em defesa da vida, contra o uso de agrotóxicos e a exploração minerária da região de Belisário. Pavão é casado com Marli Bernardete Coelho de Oliveira e pai de duas filhas, Larissa e Luisa.
 
José Álvaro Percino da Silva
Mais conhecido como Zezinho de Belisário, é amante da natureza e defensor da saúde do meio ambiente. Há 25 anos, vem lutando por essa causa. Além de excelente artesão, Zezinho é brigadista e renomado condutor de trilha. Conhece, como poucos, todo o entorno da Área de Proteção Ambiental – APA – do Itajuru e o Parque Estadual Serra do Brigadeiro. Com sua equipe, formada por amigos, produz mudas de árvores nativas diversas e já promoveu o plantio de mais de cinco mil delas, formando mais de 40 pomares em parceria com agricultores da região. Foi um dos primeiros a alertar a população sobre os malefícios da entrada de uma mineradora em Belisário. Hoje essa causa é abraçada por toda a comunidade, por isso, merece receber por seus méritos esta honraria de Muriaé.

Merecem eles todo o nosso respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este post!