domingo, 30 de abril de 2017

NO BARRO E NA CHUVA, A FESTA ROLOU SOLTA EM BELISARIO

A gente deve admitir quando erra em uma análise prévia de uma situação. Temia pela realização da festa, pelas dificuldades das pessoas chegarem e pela possível não realização dos shows. Riscos de bandas e equipamentos não conseguirem chegar e, principalmente ver uma festa na lama e debaixo de chuva.
No horário marcado para começar, por volta de 22 horas,   tudo isso acontecia. No Dayse Hair conheci Isa. Ela veio com umas amigas, de táxi, de Rosário da Limeira, mas o carro as deixou lá no alto do morro, por não conseguir descer, ou por não ter a certeza de que conseguiria subir no retorno, e assim elas acabaram de chegar a pé. Mas estava feliz da vida.
Vamos chegar.

O local estava assim. É possível haver uma festa animada aqui?

No camarim as rainhas 2016 e 2017 aguardavam o início.
A Princesa Geovana da Silva é chamada por Bruno Martins para receber sua faixa.
Ela também recebe brindes da Nnatayara Modas, uma loja já consagrada em Belisário pelo seu bom gosto.
Bruno anuncia a troca de faixas entre as Rainhas da Cavalgada.  Bruna Carvalho passa o título para Paloma Coelho.
Lucas também presenteia a nova Rainha e traz umas palavras ao público. O cara tem boa visão de negócio e veio agregar valor ao comércio de Belisário. A Nnatayara Modas fica na rua principal, pertinho da Matriz.
O Vereador Lelei traz uma palavra de agradecimento aos que colaboraram com a festa, como o prefeito, Fundarte e outros órgãos públicos municipais, além da Comissão Organizadora.
Léo Fonseca, coordenador da Cavalgada, também se pronunciou, reforçando agradecimentos.
Tá quase na hora do show.
Os artistas no camarim: Banda Sintaliga, de Muriaé.
Opa! Kailane chegou para receber sua faixa de Princesa da Cavalgada.
E o brinde também.
Bruno insistia com o publico para descer da arquibancada para o barro. Eu não acreditava que ele lograria êxito nesse apelo.
Galerinha de Belisário.
E começa o show. É claro que ninguém vai descer, pensava eu.
Opa! A família desceu, até  com o baixinho.
E a chuva começou a apertar. Agora que todo mundo vai embora.
Que nada, o povo começou a se animar com as primeiras músicas da banda.
Peguei apenas alguns que ficaram mais embaixo da arquibancada. Turma de Silvério.
Sacramento e Nilson...
Silvan Vital...
Clarisse...
Vá vendo aí.
Família Costa...
E não é que uma boa  turma se aproximou do palco?
A galera vai se animando e ai, nem vê barro e nem  chuva.


Como sou idoso, me recolhi, depois de mais um tempo vendo a festa. Ainda vai ter outra banda. Um bom grupo já dançava próximo dos artistas. Um boa surpresa; mesmo nas condições adversas a festa estava bombando quando saí de lá.

3 comentários:

  1. Festa arrasando! Isaias Laval - São Paulo - SP

    ResponderExcluir
  2. No Woodstock também choveu e foi excelente. A Kombeerlisario enfrentou problemas de logística e este ano não pode marcar presença na Cavalgada. Parabéns a todos que ajudaram a manter esta tradição de Belisário. Não podemos reclamar das chuvas. Chuva, antes do show, é pra ser APLAUDIDA.
    Renato Sigiliano

    ResponderExcluir

  3. Faz parte do meu show....
    Com chuva ou sem chuva eu vou pra lá...
    Você já viu chuva impedir o Carnaval do Rio ? É NÃO !

    ResponderExcluir

Comente este post!