sexta-feira, 17 de março de 2017

VAMOS VOLTAR AO ANIVERSARIO DA ESCOLA DE ITAMURI

Se você chegou agora, peço para ler a matéria anterior. Estamos tratando da comemoração de 107 anos da Escola Estadual Francisco Gomes Campos, onde estivemos nessa quinta integrando parte da família do Coronel que dá nome à Escola. Foi uma bela festa pela manhã, com apresentação de tarefas da gincana, poemas...
Descemos para o restaurante da Nenha, onde havíamos combinado um almoço.Muito emocionante para essa turma estar caminhando por essas ruas onde brincaram há muitas décadas atrás.
Aqui fala mais para os Sigilianos Maria Célia, Letícia, e Mírian. Os avós das duas primeiras moraram aqui. Maria Célia também morou com eles, para estudar na Escola Estadual. Isso foi há 50 anos.
Elas estão inteiraças.
Mais um Sigiliano. Esse é Nilton e mora em Muriaé É primo delas.
Datado de 1935.
É aqui o restaurante.
Ótimo espaço.
Ana, na cabeceira, é esposa de Nilton
Magali, à esquerda, é a Vice-Diretora da Escola e Ana, é a Supervisora Pedagógica, com quem combinamos a participação da família no evento. Grandes educadoras.
Já apresentamos Mário e Elzira, filhos de Francisco Gomes.
E o outro filho Tininho. à sua esquerda o netinho Bruno, filho de sua filha, à direita, Paula. Ela é nutricionista e trabalha embarcada na região de Macaé.
Serginho, do Cartório, chegou para também almoçar aqui. Ele é Sigiliano.
Laura, Sônia e Marquinhos Braga, lá na cabeceira. Tio Mário contando casos de seu pai para a Direção da Escola.
Comida de primeira qualidade. Bem mineira.
Elas têm pressa de voltar para o segundo turno da Escola.
Frango com quiabo.
Costelinha de porco.
Meu amigo e irmão Gilmar, cônsul de Belisário em Miradouro. Foi através dele que essa nossa vinda aqui começou. Sua esposa é professora da Escola. 
Essas sobremesas estavam de matar.
Letícia com chamego com a prima, com quem trabalhou aqui na Escola
Equipe da cozinha, também amigos de Letícia.
Agora somente a turma da cozinha.
Na saída quase peguei essa charrete, pensando ser a minha. 
Infelizmente, boa parte da comitiva da família Gomes Campos não pode ficar para as comemorações, agora no turno da tarde.  As mulheres ganharam flores. Paula, Mirian e Regina.
Esses puderam ficar.
O garoto queria conhecer um filho do Coronel.
Professora Márcia, esposa de Gilmar, que iniciou os contatos para a nossa vinda aqui. ela comandou as apresentações agora à tarde.
Olha que coisa bonita essas turmas.
Professores, sempre merecem o nosso mais profundo respeito e carinho. O poder público não valoriza mas a disparada maioria reconhece isso. Se elas ganhassem um terço do que ganha um motorista  da Câmara/Senado, o Brasil estaria muito melhor
Hino Nacional Brasileiro.
Olha aí a Professora Márcia!
Muito linda essa apresentação.

Super fantástico amigo
Que bom estar contigo
No nosso balão!
Vamos voar novamente
Cantar alegremente
Mais uma canção
Sou feliz, por isso estou aqui
Também quero viajar nesse balão!









Um retoque para entrar em cena.
Bonitinhas as poesias alusivas à Escola, ao Coronel.
Agora um jogral.


Vamos pegando a galerinha.
Um livro datado da década de 40, aqui trazido pela bisneta de Geraldo Gomes. Nesse caso, é priminha.
Outra apresentação musical.

O tempo passa
E com ele caminhamos todos juntos
Sem parar 
Nossos passos pelo chão
vão ficar...
Hora de partir. 
Mais esse registro. Veja essa poltrona, de pneu de carro.
Mais um pouco de história. Essa carta é datada de 1912, escrita pelo Francisco Antônio  ao sobrinho Olímpio, convidando-o para o casamento da neta Sebastiana com Francisco Gomes Campos. Futuramente o nosso Coronel


Agora o Coronel escreve para o compadre Olímpio convidando-o a vir na Fazenda da Floresta para combinarem a compra de um dínamo, certamente que para a usina geradora de energia e de uma desmatadeira.

Foi um dia de muita alegria para a família Gomes Campos. Uma oportunidade ímpar de se reencontrarem
Merece parabéns a Escola Estadual. Direção, professores, servidores e alunos. A família agradece por tanto carinho. No aniversário de 150 anos quero participar novamente. Possivelmente o almoço será uma sopinha.

5 comentários:

  1. Cleber, a Maria Leticia Sigiliano deu aulas para minha turma aqui em Belisario,ela é muito moleca e muito querida por todos...bom matar saudades..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha estrela! Todos vocês são muito especiais para mim. Grata pelo carinho. Saudade.

      Excluir
  2. Encantada com o carisma dessas lindas crianças. Emocionou-me a cada apresentação das turmas com suas vozes em sincronia e ao canto do Hino Nacional, perfeito! Parabéns, professoras e direção! Amei tudo!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo voltar ao passado, ver a letra do Cel. Chico Gomes, que escrevia tão bem para a época e o lugar. Homem singular, muito especial mesmo. Parabéns aos organizadores da Homenagem e por se apresentarem seus descendentes. A História tem princípio, meio e continua sem fim enquanto nós a conhecermos e preservarmos.

    ResponderExcluir

Comente este post!