sexta-feira, 31 de março de 2017

QUEM É VIVO DE VEZ EM QUANDO APARECE

Um carro de Ubá parou na porta onde eu estava. Quem será?
Opa! É gente amiga. Eles já apareceram aqui na telinha várias vezes. Como bom filho, José Augusto Cassimiro sempre à casa torna e sempre traz sua esposa Aparecida.

Ele tem ótimas lembranças de Belisário, onde viveu a sua infância e parte de sua mocidade.  Seu Pai, Atalíbio ou Ataliba Cassimiro, como era tratado, tinha uma loja muito sortida aqui Casa Americana, na Praça da Matriz. Ele teve forte participação na construção da Igreja de S. luzia. Segundo Zé Augusto, houve uma crise na década de 70, quando muitos saíram da cafeicultura para a pecuária e a loja do pai entrou em derrocada.
Ele lembra que, como alternativa, o velho Ataliba passou a fabricar malas, a partir de jornais velhos que ele comprava, passava cola e, em camadas,  ia formando as paredes da mala. Colava uma estrutura nas bordas e pintava com uma tinta à base de peroba.
Mas foi por pouco tempo. Decidiu partir para Ubá, onde Zé Augusto mora até hoje. Augusto entrou na Polícia Militar Rodoviária, se aposentou e voltou a trabalhar lá mesmo, mas quer parar de vez.
Seu pai casou-se na família do Luciano Alves Pereira, que dá nome à nossa rua principal. Dessa forma ele guarda parentesco com muita gente aqui, como D. Angélica, Antônio Moreira e D. Nina Campos. Tem parentes em Rosário da Limeira, Gudinhos...
Belisário desperta paixão em muita gente.

Um comentário:

  1. Na minha pesquisa tenho aqui :
    HEDUVIGES AUGUSTA DIAS DE ANDRADE (desc. do bandeirante Fernão Dias, filha de Luciano Dias Paes) casou-se com Maximiano, 5º filho de Belisário Alves Pereira, fundador de Belisário. O 7º filho era meu avô, Manoel Mariano Alves Pereira. Em 1877, morreu Maximiano, ficando Heduviges viúva. Grávida, 2 meses depois nasceu seu 4º filho Luciano Alves Pereira, que dá nome à rua principal ddo distrito.
    Em 1883, HEDUVIGES se casa pela 2ª vez, agora com Cândido Rodrigues Vicente, filho de Antonio Rodrigues Vicente, de Tocantins de Ubá. Tiveram 5 filhos, mas sobreviveram apenas 2: Ana Angélica (Sinhana), que se casou com AUGUSTO CASSIMIRO DE CAMPOS e tiveram 8 filhos: Álvaro (pai da Paquita, Amelinha, etc.), Agostinha, Atalíbio, que se casou com Honorina e tiveram os filhos: Augusto, Nelson, José, Mª Tereza e Sérgio.
    E aí está AUGUSTO, o 1º filho de Atalíbio. Somos parentes pelo lado de minha bisavó Heduviges (eu do 1º casamento e ele do 2º) e também pelo meu bisavô Luiz Cassimiro de Campos.
    este também bisavô de d. França. Um abraço, primo.

    ResponderExcluir

Comente este post!