quinta-feira, 9 de março de 2017

CORONEL CHICO GOMES. O TEMA ESTÁ RENDENDO

Teve a primeira cavalgada até Belisário, daquele povo de Itamuri, quando conheci o primo Farley e descobri que ele, assim como minha patroa era bisneto do Cel, Francisco Gomes Campos.
Farley voltou aqui dia 4 de março e trouxe a sua mãe Nilza. Foi um agradável retorno ao passado. 
Matérias foram publicadas no blog e o amigo/irmão Gilmar, de Miradouro, me avisou que sua esposa, Professora Márcia, iria pegar alguns dados para fazer um histórico sobre o referido Coronel, que dá nome à Escola Estadual de Itamuri, onde ele foi vereador.
Essa Escola estará comemorando 104 anos de existência no próximo dia 16 e gostariam de uma participação da família no evento. A Professora Márcia agendou e fomos lá, nessa tarde, para tratarmos do assunto.
Simpática a equipe docente de lá.
A conversa se deu com a Supervisora Pedagógica Ana e a Professora Sabrina. Ana chegou recentemente à essa Escola e sente que há poucas informações a respeito do Coronel Francisco e assim, nas comemorações do dia 16, haverá uma gincana e manifestações cultural que falem um pouco desse personagem histórico e de seu tempo.
Com muito prazer estaremos lá para falarmos um pouco do que sabemos através da família e testemunho de um terceiro, e principalmente, através de pesquisa feita por D. Nina Campos, que consta de seu livro a ser lançado em breve.
Tio Mário, filho do Coronel e o sobrinho Marquinhos Braga estão sendo mobilizados para estarem presentes, vindo de Teresópolis. Irão nos ajudar a motivar outros familiares de Muriaé e quem sabe Farley topa voltar lá de BH com Nilza.
Pelas redes sociais vamos tentar mobilizar. Alguns depoimentos serão organizados na cerimônia.
Tio Mário nos autorizou a mandar fazer uma placa para colocar na frente da Escola. Discutimos os termos nesse encontro com a Escola e amanhã faremos isso em Muriaé.
Para os "Gomes Campos" que irão ler essa matéria de longe, essa vista de Beli, tirada hoje, quando do nosso retorno.
Atrás desse morro é o "Córrego dos Gomes", onde ainda têm fazenda Marcus, Guilherme e o Dr. Maurício Campos.
Bem atrás.
Outra vista, agora chegando.

Depois que passei dos 60 anos tenho visto essas oportunidades como pênalti. Coisa que não se perde.
A cerimônia será dia 16 de março, às 9 horas.

5 comentários:

  1. É, igual pólvora, foi só riscar o pavio e tudo acontece. Quem diria que um encontro casual com Cleber e Miriam fosse se transformar em tanta coisa boa. Parabéns Cleber por tanta motivação. Como o Coronel Francisco Gomes campos, ainda existem pessoas fora do seu tempo.

    ResponderExcluir
  2. Também sou bisneto e muito me orgulho da história de nossa família, abraço, Everaldo Junior.

    ResponderExcluir
  3. Sou uma apaixonada da História dessa região. Aí nessa estão também minhas raízes. ´
    Parabéns à Escola Cel. Francisco Gomes Campos, de Itamuri, pela iniciativa. É o nosso passado, a nossa História que explicam nossa existência. As crianças devem aprender a pesquisar, buscar e conhecer suas origens desde cedo. Essas origens explicam muito do que somos. Do ponto de vista genético, estético, vocacional, psicológico enfim. Isso é cultura que se começa a aprender na infância, pesquisando com os pais, tios, avós, padrinhos, vizinhos, amigos e compondo a cada dia, junto com os professores, o nosso Livro de Vida. A posteridade agradecerá e nossos parentes e amigos estarão sempre presentes na lembrança, como que fazendo-nos companhia.

    ResponderExcluir
  4. Marcelo Gomes dos Santos12 de março de 2017 08:16

    Fico muito feliz com a matéria, pois também sou descendente de Gomes Campos, e nossas raízes não podem ser esquecidas

    ResponderExcluir
  5. Aparecida Antonieto Rodrigues18 de março de 2017 01:03

    Fiquei feliz com a matéria. Sou Bisneta de Francisco Gomes Campos.

    ResponderExcluir

Comente este post!