quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

SEGUNDA É DIA DE TRABALHO

Pelo menos para a maioria. Pra esse povo não. Saí para comprar refrigerante e me deparei com eles na Praça Cel. Francisco Gomes Campos.
Nenhum conhecido até ver o churrasqueiro.
Era o "Tão".  Simone  também estava sentada com o grupo.
Tá explicado. São de Itamuri. Homens feios e mulheres bonitas.
Por enquanto ninguém aqui me é familiar. Só por enquanto.
E a foto oficial.
Não entendi por que todo mundo queria tirar foto.
Até que um deles falou: "vamos sair no Silvan"! Parece maluco. Continuo sem entender.
Aí esse tipo alemão me perguntou como eu vim parar em Belisário. Travamos o seguinte diálogo:
 -  a família da patroa é daqui, de ambos os lados. Ela é bisneta do Cel. Chico Gomes, que dá nome a essa praça.
- Opa! Eu também sou! Respondeu ele.
Aí tudo mudou. O cara é primo de Mirian. Então vamos lá para vê-la. Ele é Farley, filho de Nilza, que é filha de Tia Mariinha e de João Braga, nomes marcantes da história de Belisário.
Farley é empresário, proprietário da Millena Canfecções, especializada em modas íntima para gestante. Veja lá: http://www.millenacriacoes.com.br/.
A sede é em BH mas tem confecção também em Muriaé.

Já liguei para Tio Mário, lá em Teresópolis, para que ele pudesse falar com o seu tio-avô e com Marquinhos, seu tio.
Para o seu espanto, mostrei a ele uma matéria que fiz com a sua mãe, quando da morte de Tia Mariinha.
http://embelisariomg.blogspot.com.br/2015/07/com-elis-gente-canta-vivendo-e.html
Mostrei também um vídeo onde ela fala sobre o avô, Francisco Gomes. Farley sabia que um cara havia feito essa entrevista e que ela prometeu a esse cara um caderninho de anotações de seu pai, de grande valor histórico. "Esse cara sou eu".

A conversa esticou e ele até se esqueceu da turma que ficou comendo churrasco lá na praça. Pois vieram buscá-lo.

Renato Sigiliano, que também é primo por outro lado, estava aqui em casa. Registrou essa presepada.

Todos querem provar dessa mistura.
Se eu estou no inferno abraço o capeta. Só tomo cerveja se for com Coca Cola. Descobri que com chulé de peão também desce.
Eufórico, quis dar um beijo na boca de minha mulher. Ela não quis. Depois reclama que não sou carinhoso. Vá entender as mulheres.
Farley também bebeu.
Pode  guardar a taça.
Somente na hora de postar entendi o motivo de todo mundo querer sair na foto e alguém falar que era para o Silvan. Estava vestindo uma camisa do site dele. Beleza! Somos amigos e parceiros.
Foi uma noite extremamente agradável. Combinamos com Farley um encontro dia 4 de março, quando ele  trará a sua mãe aqui, para nos doar o tal caderninho. Vai para o Museu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este post!