domingo, 19 de fevereiro de 2017

COM MUITA DOR BELISÁRIO SE DESPEDE DE ROGERINHO

A chegada do corpo atrasou muito, apesar do próprio Rodrigo, da Pax Schitin ter estado à frente de tudo, desde a primeira hora, quando foi ao Rio buscá-lo. Chegou aqui por volta de 1 da madrugada.
Já cedo a casa de D. Iracema estava cheia de parentes e amigos.
No olhar dos amigos só desconsolo. Markedson, de preto era extremamente ligado a ele. Aos prantos falou comigo: "Perder Rogerinho é muito difícil. É uma grande amizade de criança. Crescemos juntos, brincamos juntos. Um grande companheiro, era um irmão que eu tinha".
Suas ex-professoras subiram a Serra, vindas de Muriaé, mesmo sendo domingo. A cor de suas roupas. reflete o sentimento delas. Destacaram  o rosto alegre, as bochechas , a simpatia do ex-aluno.
Depois de algumas rezas, o cortejo seguiu em direção à Matriz.
Muitas motos...
... carros.
Templo completamente lotado e muitas pessoas de pé, na frente e nos fundos.
Frei Gilberto destacou que em nossa cultura é natural que a morte venha somente para os velhos e muitos por quês surgem nessa hora. Mas esses devem ficar guardados no coração de cada um.
"O momento é de confiar que Rogerinho está melhor do que antes, e agora vivo na presença do Pai. Que essa certeza sirva de conforto. Que o momento sirva de de reflexão por parte de cada um, para uma mudança de vida, de forma que essa seja vivida intensamente na fé."

Muito difíceis os últimos momentos.
O corpo descansará junto do avô Miguel Mota.
A mensagem lida na celebração foi escrita pela prima Katiuscia.


Dayse Ann:
Ele foi um sobrinho criado como filho, em uma família muito unida, que brigava junto e se divertia junta, ensinando convívio. Sempre demonstrou muito amor e coragem. Essa duas palavras o caracterizava. 

A pequena prima Aila:
Ele foi um cara muito legal mesmo e muito sapeca. Vai fazer muita falta.

Professor JoséAntônio:
Foi um ótimo aluno, sempre demonstrando vontade de aprender. Muito educado e prestativo.

Lucas e Larissa - primos
Cara do bem. Sempre simpático e cumprimentava a todos. Amigos de festas aqui e em Muriaé. Nunca deu qualquer trabalho aos pais. Rogerinho corria atrás das coisas. Começou o ensino superior em Itaperuna, parou mas pretendia retomar, optando agora pela carreira na área de mecânica de autos. 

Alice – prima
Na hora que o senhor me perguntou não me veio palavras. Mas fiz um pequeno depoimento no face:  Vai em paz meu primo... Deus te quis perto Dele. E que assim seja.
Crescemos juntos, como irmãos, vc sempre me protegendo, aprendi muito com você Rogerim, fomos amigos, comparsas, obrigada por tudo.
Te amo muito, ainda não consigo acreditar que vc se foi... e aquele adeus não pude dar 😔.
Me falta palavras, não consigo pensar em nada, estou apenas tentando aceitar a vontade de Deus. ELE sabe o que faz, acabou o sofrimento ne primo, agora você está ao lado DELE e é isso que me conforta. Te amo muito e até qualquer dia primo!


Algumas mortes me chocaram muito aqui em Beli Essa foi uma delas. Tinha muito carinho por Rogerinho. Assim como as ex-professoras, a minha imagem dele será sempre daquelas bochechas grandes e olhos expressivos: " e aí sô Cléber?".

5 comentários:

  1. Geralmente gosto de escrever longos comentário aqui. Hoje só vou dizer que estou com um "nó na garganta".

    ResponderExcluir

  2. Há um vazio no ar... tínhamos sempre a esperança de que o querido "menino" iria ficar bom, recuperar sua boa saúde e viver bem seu projeto de vida com a família. Essa notícia me liga a Naiara, Efigênia, Rogério, Dª Iracema e a todos os amigos, custando acreditar nesse transe tão cruel. Meu abraço doído a vocês.

    ResponderExcluir
  3. Tivemos o privilégio de ter o Rogerinho como funcionário...período de convivência profissional o qual nos aproximou de forma natural pelo seu jeito educado, carismático e prestativo de ser; surgindo assim uma amizade sincera que deixará boas lembranças e uma saudade eterna. Descanse em paz...e a Naiara e toda familia nossos sentimentos...MECÂNICA ALVES.

    ResponderExcluir
  4. Descansa em paz!
    Meu meninuzinho, qnd vc nasceu eu com 1 ano de idade pegava vc no colo, e tirava do berço, e levava até a vo Efigénia, e por sorte não te derrubei kkk.. E tb tudo q comia enfia na sua boca.. Kk
    Gt foi crescendo juntos, brincamos mto, sempre qnd me via me agarrafa e n soltava mais rsrs.. ate q meus 5 anos.. Fui para Sao Paulo morar com minha mae, grande foi minha tristeza dxr todos.. Mas a cada 6 meses gt se via, falava por tel, msg, e sempre chorando jts.. Aii que sdds.. De saber q se foi, ainda estou sem força primo, estou com mta dor no meu coraçao.. Mas sei q esta melhor agora! Eu qro te encontrar aii aonde vc esta!!
    Um dia vou ficar pertinho de vc!! Te amooo
    Fica me ohando ai no ceu..
    Logo estarei com vc..
    ��

    ResponderExcluir

Comente este post!