terça-feira, 1 de novembro de 2016

O QUE COMER/BEBER NO OKTOBEERLISARIO FEST


Bandeira do brasil.jpgCardápio / Bandeira da alemanha.png Speisekarte
 
Chopes/407 ml .......................……………............................                      10,00
American Pale Ale, Indian Pale Ale, Belgian Blonde Ale, Pilsen, Weiss e Witbier, segundo estilos do
e Smoked Beer (Belgian ) descritos no verso.

Quatro chopes de qualquer estilo …......................….….....…………………        35,00       

Água mineral com ou sem gás / Mineralwasser – ................................     3,00
Coca-Cola, Coca-Cola Zero e Guaraná Antarctica – 355 ml ............. .......   4,00

                                        Tira gostos / Leckerbissen

Batatas fritas / Kartoffelchip – 400 g ...............   ...........................       15,00
Frango à Passarinho / Hähnchen à Passarinho – 500 gr ....................     20,00
Trio Mineiro (Mandioca frita, torresmo e lingüiça) - 600 gramas.. .........      25,00
Jiló com fígado de boi / Jilo mit rinderleber – 400 gramas ..................     20,00
Chouriço / Blutwurst – 200 g .........................................................       12,00
Sanduiche lombo com abacaxi / Schweinelende mit ananas Sandwich.     12,00


         Consulte no verso os estilos, origem e descrição e curiosidades sobre os chopes servidos neste festival.
                                                                                                      
Chopes feitos em Belisário - Beerlisário – Cervejeiros Caio Calais e Renato Sigiliano


Belgian Blond Ale– Sabor suave, inicialmente apresenta um dulçor leve a moderado característico do malte Pilsen, mas finaliza de médio-seca a seca e com algum álcool suave se tornando evidente no retrogosto. Amargor médio do lúpulo e do álcool para equilibrar. História: Estilo com desenvolvimento relativamente recente, visando os bebedores de Pils europeus. Estatísticas: IBUs: 15 – 30 ABV: 6 - 7,5%. Sugestão de harmonização: Torresmo.

Bohemian Pilsener (Dona Nina)  –  Sabor de malte, rico e complexo, combinado com o amargor e as notas de especiarias bem pronunciados, mas ao mesmo tempo leves e bem arredondados do lúpulo. O amargor é bem aparente, mas nunca muito severo, e não persiste. História: Fabricada inicialmente em 1842, é o estilo original que definiu as cervejas límpidas e de cor clara. Estatísticas: IBUs: 35 – 45 // ABV 4,2 – 5,2% Sugestão de harmonização: Frango à Passarinho.

Weiss - Sabor de fraco a moderadamente forte de banana e cravo. História: Uma tradicional ale de trigo originária do sul da Alemanha, que é uma especialidade de verão, mas geralmente produzida o ano todo. Estatísticas: IBUs: 8 – 15 // ABV: 4,3 – 5,6%. Sugestão de harmonização: Frango à Passarinho.

Witbier - Dulçor agradável (frequentemente lembrando mel e/ou baunilha) com frutado cítrico de laranja. Refrescância com final bem definido (crisp). História: Estilo de cerveja com 400 anos de idade e que morreu nos anos 50. Foi, mais tarde, ressuscitada por Pierre Celis em Hoegaarden e cresceu firmemente em popularidade com o tempo. Estatísticas: IBUs: 10 – 20 // ABV: 4,5 – 5,5%. Sugestão de harmonização: Torresmo.

Rio Fumaça (Smoke River) – Esta cerveja feita com ingredientes de uma Belgian Blonde Ale. Durante a brassagem parte do malte tostou involuntariamente na estreia da nossa nova panela de inox, que ainda não tinha o fundo falso. Após a fermentação, o mosto continuou com gosto acentuado de fumaça, que foi atenuado em oito meses de maturação. Seu sabor ficou próximo ao de cervejas defumadas, muito apreciadas em todo o mundo. Sem classificação no BJCP. Este chope é uma homenagem ao Rio Fumaça, que banha Belisário. Sugestão de harmonização: Torresmo, chouriço e Linguiça.


Chopes e cervejarias convidadas

American Pale Ale (APA) – Cervejaria Mineira/Audácia – Muriaé – Cervejeiro: Ulisses Feres.
Sabor de lúpulo normalmente de moderado a alto, muitas vezes apresentando caráter de lúpulos americanos. História: Uma adaptação americana da English Pale Ale. Estatísticas: IBUs: 30 – 45 // ABV: 4,5 – 6,2% Sugestão de harmonização: Chouriço e linguiça. 

India Pale Ale (IPA) – Cervejaria Antuérpia – Juiz de Fora – Cervejeiro: Giancarlo – Barril gentilmente cedido à Oktobeerlisariofest pelo cervejeiro Daniel Carvalho.  
Sabor de lúpulo de médio a alto, com amargor de lúpulo de moderado a assertivo. História: Feita para sobreviver à viagem da Inglaterra até a Índia. As temperaturas extremas e a agitação do mar resultavam em uma cerveja altamente atenuada no desembarque. Estatísticas: IBUs: 40 – 60 // ABV: 5 – 7,5% - Sugestão de harmonização: Torresmo, chouriço e lingüiça.

Siglas

ABV (Alcohol by Volume) – Identifica o percentual em volume da quantidade de álcool em uma bebida alcóolica.
IBU (International Bittenerss Units) - Escala mundial que mede o amargor de uma cerveja. Quanto mais alto o IBU, mais amarga a cerveja. Vai de 0 a 100.   
Fonte: Diretrizes de Estilo para Cerveja do Beer Judge Certification Program (BJCP)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este post!