terça-feira, 27 de setembro de 2016

UM POUCO MAIS SOBRE A VIDA DO SR. OMAR VITAL

Enquanto dirigia, a caminho do enterro do Sr. Omar, decidi ir gravando a conversa com o seu amigo Roldão, apenas para usar as informações para a postagem. Mas não resisti. Vi por bem postar todo o áudio.

 

 De Belo Horizonte o amigo Dárcio Calais comentou: 

A primeira lembrança que tenho do Omar já foi no cabeçalho do carro de boi, puxando lajotas de pedra para o terreiro de secar café do Sr. Joaquim Gomes, onde hoje é terreiro do Antônio Balbino. A mãe dele, D. Rosalina, tinha falecido havia pouco tempo e ele estava usando camisa preta, conforme era o costume da época no período de luto. 
A lotaçãozinha a que se refere o amigo Roldão era uma "Rural" Willys americana, de cor cinza, que a gente chamava de jardineira. (Ainda não se fabricavam carros no Brasil.). Além dos "especiais" que ele fazia - como bem citou o Roldão - ele já iniciou uma linha regular para Muriaé. Não me lembo em que ano a Rural foi substituída pelos ônibus (talvez 1954/55) mas lembro-me bem que na primeira chegada a Belisário, o ônibus parado na Praça Francisco Gomes chamou a atenção de muitos curiosos, inclusive a minha. Entre as conversas animadas do momento, o Omar lamentava a precariedade da estrada Itamuri - Belisário, mostrando sinais de barranco nas laterais do Chevrolet '51, com capacidade para 32 passageiros. 
Durante alguns anos, a chegada do ônibus, à tardinha, era sempre um momento de ansiedade. Ainda ouço a buzina na última curva da estrada, entes de entrar na zona urbana. Era um "apito" curto e um longo: FON FOOOOOOOOOOONNNN!. Se não chegasse ninguém interessante, podia ser que o correio trouxesse, pelo menos, uma carta da namorada. 
Como se vê, Omar Vital é mesmo um personagem importante na história de Belisário.

2 comentários:

  1. Que bacana isto! Falei agora há pouco com o Romero...

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de ouvir histórias do meu avô Olindo Vital. Não cheguei a conhecê-lo, mais tenho muito orgulho em ser neto dele.

    ResponderExcluir

Comente este post!