Notícias regionais

Loading...

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

O CASAMENTO DE ESTELINHA E JOSÉ GUILHERME, EM JUIZ DE FORA

Aconteceu neste sábado. Já falamos sobre os pais da noiva, nossos primos,  em matéria anterior, principalmente Héber, filho de Belisário, do que ele muito se orgulha.
Estelinha a gente acompanhou o crescimento enquanto morávamos em JF. 
Uma garotinha meiga, uma moça estudiosa, que esteve durante 1 ano fazendo intercâmbio no Japão, durante o seu curso de Engenharia, na UFJF. Trabalha na Odebrecht, no Rio de Janeiro.
Tiramos poucas fotos, e mesmo assim pelo celular. Com isso muitas delas estão muito abaixo da beleza da festa, na Estação São Pedro, o melhor espaço de JF.
Algumas dessas fotos foram furtadas do "Facebook" do pai da noiva. Essas por exemplo, mostram os pagens na informalidade, depois de entrarem em cena. Tinha mais alguns baixinhos, com essa mesma roupinha e deram um show à parte quando entraram correndo na cerimônia.
O noivo é gerente do BRADESCO.
Héber e Dina, prejudicados pela má qualidade da foto.
Mesa do pecado. Os que  permanecem junto a ela por muito tempo, ou dela saem com as mãos carregadas, dificilmente herdarão o Reino dos Céus.
A noiva e uma amiga do pai.
Levy e Lilian. Ele, irmão de Héber, já nasceu depois que os pais tinham se mudado daqui de Belisário, dessa forma foi prejudicado em termos de naturalidade.
Moram em BH onde Levy acompanha direto o EMBELISARIO. Ele foi também trabalhar comigo na COMAB, lá em Salvador. Grande amigo, além de primo. Dra. Lilian é dentista lá em BH.
Agora ele aparece com as irmãs Eliane e Vilma. Eliane também morou em Belisário. Eu era garoto quando estive hospedado na casa deles, aqui em Belisário, na década de 60.
Casamento é momento de reencontros. Todos são engenheiros, colegas de Héber. Carlos Alberto, na extrema esquerda,  é irmão de Mirian, na casa de quem nos hospedamos. Ao seu lado Ronaldo Vicente, um amigo muito querido nosso. O cara é aquele tipo que toda mãe queria ter como genro. Um craque de bola, um exímio pianista,  maestro, um presbiteriano praticante, doutor em Engenharia, com doutorado feito nos Estados Unidos, Engenheiro da PETROBRAS... e acima de tudo um dos caras mais "cabeças" que conheço. É de JF mas continua morando lá em salvador. Mas pode tirar o cavalinho da chuva porque ele é muito bem casado e a esposa também é nossa amiga.
Ao lado de Mirian, Mariza, esposa de Carlos Alberto.
Pô! Peguei essa foto no "Face". Saí antes de partir o bolo. Espero que ainda tenha e que Héber venha a Belisário, a sua terra, para trazer um pedaço pra nós. Ele já esteve aqui em casa e trouxe à época e nos deu um feeezer de presente.

Uma bela festa! QUE SEJAM MUITO FELIZES

domingo, 31 de agosto de 2014

RETORNANDO NA HISTÓRIA

Estamos em JF. Viemos no sábado especialmente para participarmos do casamento de Estela e José Guilherme. Ela é filha dos primos Héber e Dina. Os pais de Héber moraram em Belisário, na propriedade da família Toko, alguns quilômetros de Beli, na direção de Rosário da Limeira. 
De lá, tia Iris saiu para vir para JF para o bebê nascer e retornou para que em Belisário Héber passasse parte de sua infância. Detesta quando falam que ele é de Juiz de Fora. Faz questão de dizer que é belisariense.
Agora, na noite de domingo, fomos visitar Selma e Francisco. Ela é minha prima e tia de Mirian. Para quem não sabe, minha patroa é também minha prima.
A belisariense Selma é neta de Sebastião Gonçalves Martins, aquele que fez o traçado de Belisário, a convite do Belisário Alves Pereira.
Selma nasceu naquela propriedade próxima à minha casa, onde mora hoje Alexon.
Uma história que muito me comoveu e tem ares tristes e engraçados, diz respeito ao dia em que minha mãe, que morava em Belisário, desceu para casar-se na Igreja Metodista de Muriaé.
Chovia muito e eles não tinham recursos para que a família comparecesse à cerimônia, até por falta de roupa adequada. Minha mãe era costureira e assim pode emprestar um vestido para a irmã Ester, mãe de Selma, ir representando a família. 
Desceram os noivos Celsino e Clea (meus pais)  e Ester, a pé até Itamuri, onde pegaram condução para Muriaé. Chovia muito. Todos descalços, para somente colocar os sapatos quando chegaram em Itamuri.
Ai vem o engraçado nisso: De lá meus pais viajaram. Ester voltou com o vestido para Belisário e lá o entregou para o Reverendo Aristóteles Mendonça, que dava assistência pastoral ao distrito, para que ele o fizesse chegar nas mãos de Celsino, com quem se encontraria em breve, em uma reunião de pastores, creio que em Juiz de Fora. Meu pai havia acabado de sair da Faculdade de Teologia.
O tal reverendo esqueceu o vestido em sua pasta e a sua esposa ficou tiririca com ele, quando viu a peça feminina lá. Quiz logo saber da história, só que ele esqueceu de quem era a tal peça. 
Um dia ele se encontro com Ester, lá em Belisário, que lhe cobrou a entrega do vestido. Pronto! O esquecido pastor pode explicar aliviado para a esposa que raio e vestido era aquele. Seu casamento estava salvo.

sábado, 30 de agosto de 2014

EMBELISARIO TAMBÉM REINTEGRA FAMÍLIA

Para quem pensa que esse bloguinho não serve para nada, olha que mensagem legal recebi da Débora Menezes Mota, que mora em BH. Ela é filha de grandes amigos nossos. O seu pai, Reverendo Olívio, é pastor metodista e amigo/colega de meu falecido pai.

Querido Cleber!

Estamos muito felizes no dia de hoje! Meu pai, Olívio, reencontrou hoje seu meio-irmão que não via há mais de 60 anos! Sabe como ele foi encontrado?
A filha adotiva do irmão resolveu procurar pelo meu pai e foi para a internet apenas com o nome. Uma postagem do seu blog (aniversário do Onofre) deu o caminho das pedras!


Estamos reunindo a história completa e teremos muito prazer em compartilhá-la com você! 

Um abraço, 
Débora e família.

É isso aí. A matéria foi postada aqui em 19 de janeiro desse ano. Fiquei feliz. Um pouco mais vaidoso do que sou, por ter um blog com penetração até no fim deste e de outros mundos, mas feliz.

Veja a foto do Rev. Olívio.

Um grande beijo para a família querida  Menezes Mota Andrade,  lá das Alterosas.


COMEÇOU A FESTA DE PEDRA ALTA

Já durante o dia de sexta começou a preparação das vacas para a primeira ordenha. Afinal, o concurso leiteiro é disputadíssimo todos os anos.
Nesse galpão as vacas ficam expostas à visitação do público e aguardando a sua vez de entrarem em cena.  Um cano corre pelo alto, despressurizando o equipamento que vai sugar o leite das tetas, transferindo-o para o latão.
Nossa incompetente equipe de reportagem tirou poucas fotos dessa área, que estava muito bonita. A única foto saiu ruim desse jeito. Demitimos o fotógrafo. Apenas Mirian vai continuar fazendo esse trabalho.
Essa já teve o leite retirado.
A única que constatei ter tido o privilégio de ter o bezerro dormindo ao seu lado, foi essa. Depois cresce uma criança problemática, sem coragem de enfrentar a vida, vão querer saber o motivo.
Esse com a esposa, é Valdeli Miguel, Secretário de Agricultura de Rosário da Limeira, que dá todo o apoio aos produtores rurais dessa região, inclusive organizando esse evento. Os equipamentos, o grande toldo armado... tudo isso vem da Prefeitura de Rosário da Limeira. 
Aí, bem mineiramente, vocês vão me questionar: Uai! Pedra Alta não é uma comunidade de Belisário e assim pertence a Muriaé? Sim, positivo. Só que Muriaé não tem Secretário de Agricultura ou melhor tem um apenas pra receber salário, e assim esse pessoal está ligado a Limeira, inclusive todos são eleitores de lá. Isso é revoltante!
Vai começar a ordenha da Pioneira (a propósito: nome de vaca precisa começar com letra maiúscula?)
Com se vê, vem vaca também do Distrito de Vermelho.
A família vir dar aquela força pra aumentar o leite é permitido pelo regulamento.
Simpáticos os controladores das pesagens, Geraldo e Adair, também de Limeira. O jovem Gérverson é assistente.
Aí tem as regras. São duas as categorias aqui. Uma de 15 kg e outra livre. É quilo mesmo. Não é litro. Um leite mais denso tem maior valor.
Nas duas pesagens diárias, durante os 3 dias do concurso, o peso não pode exceder 30 kg. Se exceder a vaca perde. Já na categoria livre, ganha a vaca que produzir mais.
Segundo me informaram o recorde no Brasil é de uma vaca de São José do Ubá, aqui pertinho, com a produção em um dia de concurso, de 103 kg.
Pelo visto, ninguém estourou a marca. A Noturna está na frente, 23,785 kg.
O dono da Azeitona (vou continuar colocando letra maiúscula) é conhecido.
Marcos, à direita, é filho de Zezão/Maria José, do Mercadinho Pena & Silva. Mora aqui em Pedra Alta.
Olha que rostinho bonito! Lógico, estamos falando com a Garota Fabel 2014, Carolina Moisés, que apareceu em matéria anterior, fotografada por D. Nina.
Merece outra foto.
Agora com Joana D'Arc e Natália. Garotas bonitas a gente tem por aqui.
E gatinhas também. Maria laura, à direita, estava preocupada em não aparecer as "janelinhas" dos dentes. A da esquerda fechou os olhos na primeira foto. falei com ela, que resolveu arregalá-los para evitar isso. 
O churrasquinho aqui estava muito bom. Comi dois. A Família Pena é gente de trabalho.
Isso antes do cachorro quente. Guloso? Nada disso. Dou sempre um intervalo de pelo menos 15 minutos entre uma refeição e outra.

Belisário presente, também trabalhando...
O famoso Vicente da Pinga. Gente muito fina.
O blog concorrente da Professora  Sandra Carolina estava lá. Mateus não perde nada.Nem peso.
Olha o Romualdo aí, gente!
Iria comprar doces de leite de Toninha na saída, mas esqueci.
As mulheres de Pedra Alta são muito prendadas. Há uma boa produção de colchas por aqui.
Uma amostra do que aqui se produz.
O artista chegou. Tony Ventura faz muito sucesso nas festas aqui na região e mesmo em outras cidades da Zona da Mata. Tem muito talento. Mora em Rosário da Limeira. Uma ótima opção para garantir o sucesso de uma festa.
A sua banda tem gente de Muriaé e Limeira. Uma garotada joia.
Com um povo religioso, a melhor forma de começar uma festa é através de um ato de ação de graças. Silvano, um leigo católico conduz essa parte...
Com músicas próprias...
E o ato fica ainda mais rico quando também um pastor evangélico tem participação, que aliás fez uma boa reflexão falando da boa semente que dá o bom fruto quando semeada de forma correta (Mateus 13).
Tem gente que "não se mistura". Pensam que são os detentores exclusivos da verdade. Coitados...
E vamos ao show! Tony Ventura & Banda.

Segurança total. A PM sempre presente, sob o comando do sargento Waldeci, um amigo de Belisário
Se eu fosse você iria lá nessa noite de sábado.